24/05/2013

desafio

A primeira frase é sempre a mais difícil de escrever na elaboração de um texto, não acham?
Pensa nisso, e tenta resolver este exercício.
Estabelece a correspondência entre cada primeira frase e a respetiva obra e identifica o autor.

1. «Banco de arenques a bombordo! - anunciou a gaivota de vigia, e o bando do Farol da Areia Vermelha recebeu a notícia com grasnidos de alívio».
A. A sombra do que fomos
2. «“Aos velhos só nos resta Carlitos Santana”, pensou o veterano».
B. Equador
3. «Uma vez, tinha eu seis anos, vi uma imagem magnífica num livro sobre a Floresta Virgem chamado “Histórias Vividas”».
C. O Principezinho
4. «Depois de as coisas acontecerem, é quase irresistível reflectir sobre o que teria sido a vida se se tem feito diferente».
D. A pérola
5.«No século XVIII viveu em França um homem que se inseriu entre os personagens mais geniais e mais abomináveis desta época que, porém, não escasseou em personagens geniais e abomináveis».
E. História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
6. «Pelas nove da manhã desse dia de setembro cheguei enfim à estação de Évora».
F. Aparição
7. «D. João, quinto do nome na tabela real, irá esta noite ao quarto de sua mulher, D. Maria Ana Josefa, que chegou há mais de dois anos da Áustria para dar infantes à coroa portuguesa e até hoje não emprenhou».
G. Constantino, guardado de vacas e de sonhos
8. «Tem doze anos, mas não deitou muito corpo para a idade».
H. Livro
9. «Estava prestes a amanhecer quando Kino acordou».
 I. O Perfume
10. «(1948)     A mãe pousou o livro nas mãos do filho».
J. Memorial do Convento

Verifica o que sabes AQUI

Um dia pela Vida

Sarau Cultural na Escola Secundária

Não faltes.


16/05/2013

semaine du cinéma français

L'information du film

Os alunos do 8º ano vão à Biblioteca ver o filme L'Élève Ducobu


Genre : Comédie
Origine : Français
Réalisateur : Philippe de Chauveron
Musique : Marc Chouarain
Durée : 96 mn.  C.

Acteurs / rôles:
Elie Semoun : monsieur Latouche.
Vincent Claude : Ducobu.
Joséphine de Meaux : mademoiselle Rateau.
Helena Noguerra : Adeline Gratin.
Bruno Podalydès : Hervé Ducobu.
Edgar Givry : le proviseur.
Juliette Chappey : Léonie Gratin.
Daphné Tarka : Karine.

14/05/2013

semana do cinema francês


Para lembrar o Festival de Cinema de Cannes, de 15 a 22 de maio, os alunos de francês assistirão a filmes franceses na Biblioteca.

06/05/2013

atividades em maio

Dia
Hora
Atividade
06/05
14:30h
Presença de um grupo de alunos do 7º A no Jardim de Infância da Misericórdia de Santo António (Projeto Crescer+ a Ler)
06/05
14:30h
Presença de um grupo de alunos do ensino secundário no Centro de Dia de Vila Maior (Projeto Ler+ Jovem – Leitura Solidária)
07/05
14:30h
Presença de um grupo de alunos do ensino secundário no Centro de dia de Santa Cruz da Trapa - ARCA (Projeto Ler+ Jovem – Leitura Solidária)
08/05
14:30h
Presença de um grupo de alunos do ensino secundário no Centro de Dia de Carvalhais (Projeto Ler+ Jovem – Leitura Solidária)
13/05
14:30h
Presença de um grupo de alunos do 7º B no Jardim de Infância da Misericórdia de Santo António (Projeto Crescer+ a Ler)
20/05
14:30h
Presença de um grupo de alunos do 8º A no Jardim de Infância da Misericórdia de Santo António (Projeto Crescer+ a Ler)
15 a 22/05
---
Semana do Cinema Francês
2ªs e 4ªas
14:30 e 16:00
Oficina de escrita
Até 31 de maio

Aplicação dos questionários de avaliação da BE a alunos e Encarregados de Educação – 2ª fase

05/05/2013

pensamento da semana


FELIZ DIA DA MÃE

Só por isso, Mãe


Mesmo que a noite esteja escura,
Ou por isso,
Quero acender a minha estrela.

Mesmo que o mar esteja morto,
Ou por isso,
Quero enfunar a minha vela.

Mesmo que a vida esteja nua,
Ou por isso,
Quero vestir-lhe o meu poema.

Só porque tu existes,
Vale a pena!

Lopes Morgado

02/05/2013

livro do mês de maio



O sonho do celta, de Mario Vargas Llosa


O sonho do celta deixa o leitor encafifado: por que, afinal de contas, o romance histórico é hoje tão mal visto?
Quase todas as resenhas do novo livro de Mario Vargas Llosa bateram na mesma tecla. Algumas o elogiaram, outras o espinafraram, outras ainda foram cuidadosamente distantes. Nenhuma, porém, esqueceu de lembrar que a fórmula a que ele recorre vem do XIX e talvez não caiba mais nos dias atuais. Será mesmo? Por quê?